Assombroso e Compassivo

set 18, 2022Pastores, Vlademir Hernandes0 Comentários

“Vá para a sua casa, para os seus parentes, e conte-lhes tudo o que o Senhor fez por você e como teve compaixão de você. Então ele foi e começou a proclamar em Decápolis tudo o que Jesus lhe tinha feito; e todos se admiravam.” Marcos 5:18-19.

Esses versos do evangelho de Marcos encerram uma interação que o Senhor Jesus teve com dois endemoninhados na periferia da cidade de Gadara, às margens do mar da Galileia na província de Decapolis. Mateus e Lucas também registraram esta mesma história.

Um dos endemoninhados, após ser liberto da legião de demônios que o possuía, queria partir e estar com Jesus, mas o Senhor fez dele uma testemunha sua ali naquela província gentílica. Ele deveria divulgar o que o Senhor havia feito por ele, e a compaixão que o Senhor teve dele.

Fazia muito tempo que aqueles dois homens estavam endemoninhados por aquela legião maligna. Eles não tinham um teto para morar, viviam indignamente em um cemitério, se auto mutilavam com pedras, vagavam nus e aos gritos apavorando a todos. Eles eram ferozes e tinham uma força descomunal. Ninguém conseguia prendê-los nem passar por onde eles estavam. As tentativas de acorrentá-los e colocá-los em jaulas terminavam com as jaulas arrebentadas e as correntes despedaçadas. Suas vidas haviam sido roubadas por aqueles demônios.

Naqueles dias, Jesus residia em Cafarnaum, na outra extremidade do Mar da Galiléia. Repentinamente, após um dia comum pregando ao povo dali, resolveu ir até Gadara intervir naquela situação angustiante. Ao cruzar o mar da Galiléia para ir ao encontro dos endemoninhados, uma terrível tempestade acometeu sua embarcação. Os discípulos que o acompanhavam ficaram tanto desesperados pelo medo da morte iminente, quanto inconformados porque Jesus dormia tranquilamente em meio àquele caos. Depois de acordarem Jesus, acabaram ainda mais assombrados pela demonstração de poder do Senhor que acalmou aquela fúria do mar e dos ventos apenas com suas palavras. Exclamaram estupefatos: “Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem?”

Depois de navegar 20 quilômetros, Jesus chega na outra margem, na periferia de Gadara. Ao vê-lo de longe, os dois endemoninhados, violentos que eram e com sua força descomunal, correm em sua direção, mas de modo surpreendente, se prostram em reverência a Jesus. Os demônios naqueles corpos, aterrorizados por Sua presença inesperada, gritam: “Que temos nós contigo, Jesus, filho de Deus?” E imploravam para não serem punidos.

Certos de que seriam exorcizados, a legião pede permissão para entrar em uma manada de mais de 2000 porcos. O tamanho daquela legião fica patente pelo fato de demônios não serem onipresentes – cada porco ficou possuído por pelo menos um deles. O Senhor permite a possessão suína (demônios imundos entram nos animais imundos) mas, ironicamente, joga toda aquela imundície na água, onde os porcos morrem afogados, para frustração dos demônios.

Os porqueiros ficaram aterrorizados e foram contar ao povo da cidade. O povo da cidade ficou aterrorizado e pediram para Jesus ir embora. Tão inesperada como sua vinda, foi sua volta. Jesus entra no barco e parte na viagem de volta.

Todo aquele empenho num bate-volta de cerca de 40 quilômetros de barco enfrentando a tempestade, a legião e a rejeição, foi motivado por sua compaixão por aquelas duas almas em agonia. Tamanha demonstração de poder sobre o mundo material e sobre o mundo espiritual visando beneficiar dois estrangeiros indignos do Senhor.

Quem é este capaz de tamanha compaixão?

O Senhor é impressionante. Sua compaixão é tão grandiosa e espantosa quanto Seu poder. Louvado seja nosso Senhor que continua a manifestar seu poder e compaixão para beneficiar pessoas indignas como nós.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos

Autor

Comentários

Imediatismo

Como os dias são corridos e acelerados. Essa é uma observação quase que comum em nossos dias. Mas será que as 24hs do dia estão passando mais rápido do que antigamente? Não é essa a questão, mas vivemos na “cultura do imediatismo”, expressão cunhada por Douglas...

|maio 26, 2024

Futilidade ou bênção?

Como estão seus planos e projetos? Quão necessário é reconhecer que é inútil preparar um projeto ou buscar mantê-lo a não ser que o Senhor abençoe esse nosso trabalho e esforço. Nos primeiros dois versos do Salmo 127, o salmista considera a futilidade do trabalho...

|maio 19, 2024

Processo de sucessão

Como todos devem saber, estamos no processo de definir o futuro Pastor Líder da Fonte, que assume esta posição em Julho de 2030. Temos documentado processo, perfil, decisões, cronologia e todo o material está no link igrejafonte.org.br/sucessao/ Depois de definido...

|maio 12, 2024

Útil para o ministério

No último parágrafo do último capítulo do último livro do apóstolo Paulo, Timóteo é exortado e aconselhado sobre 4 tipos de pessoas que são encontradas no serviço ao Senhor. O primeiro está em 2 Timóteo 4:9 e é representado por Demas. Ele fora um cooperador do...

|maio 5, 2024

Esperança na Profundeza

Os dois primeiros capítulos do livro do profeta Jonas mostram como a sua vida se afundou cada vez mais, na medida em que desejava fugir do Senhor. É certo que a tentativa de fuga de Deus é vã, pois até mesmo no mais profundo do abismo, Deus lá estará (Sl 139.8)....

|abr 28, 2024

O Libertador Prometido

Ao considerarmos o Pentateuco, frequentemente observa-se certo desânimo diante das diversas leis e genealogias, desviando alguns de ênfases teológicas cruciais presentes no texto. Entre elas, destaca-se a figura do Libertador, prenunciado como aquele que surgiria...

|abr 21, 2024

Perdão Medicinal

"Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês." Mt 6:14-15. Esta declaração do Senhor é tão...

|abr 14, 2024

A Bíblia fala sempre

Passam os séculos e a nossa fé continua a ser constantemente atacada. Isto não é novidade para aqueles que conhecem a Bíblia desde Gênesis. Seria comum atribuirmos estes ataques a pessoas avessas às nossas crenças; entretanto, o problema maior é quando Satanás usa...

|abr 7, 2024

“Terrível e Maravilhoso”

A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos conduzem a uma narrativa que aponta para um paradoxo, onde o terrível horror da traição, condenação e morte de Cristo se entrelaça com as maravilhosas manifestações do poder e da graça divina. Uma história marcada por...

|mar 31, 2024