Os Olhos do Senhor

dez 18, 2016Pastores, Vlademir Hernandes0 Comentários

… Mas Pedro insistia: Homem, não compreendo o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. Então, voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro, e Pedro se lembrou da palavra do Senhor, como lhe dissera: Hoje, três vezes me negarás, antes de cantar o galo. Então, Pedro, saindo dali, chorou amargamente.” (Lc 22:60-62)

Imagine o impacto dessa troca de olhares entre Pedro e Jesus. O valente Pedro que jurara lealdade até a morte, e que instantes antes, em um ato extremo de valentia, desembainhou a sua espada e estava disposto a morrer pelo Senhor enfrentando corajosamente os que vieram prendê-lo, espantosamente se acovarda e o nega três vezes, tal como Jesus havia advertido que este faria.

E Jesus estava com os olhos cravados em Pedro no exato momento da sua negação final. Imagine esse choro amargurado de Pedro. A decepção com seu fracasso, a profunda dor por ter negado o Senhor, a lembrança dilacerante daquele olhar de Jesus que o acompanharia pelo resto da sua vida junto da certeza de que seria lembrado na história pelo seu ato final de covardia e não pelo momento anterior de valentia.

Pedro falhou com o Senhor, enquanto este o observava. Sua profunda tristeza e dor são plenamente justificáveis. Doeu tanto, pois Pedro O amava muito.

Quisera Deus tivéssemos, nas tantas vezes que falhamos com Ele enquanto este nos observa, a mesma dor torturante de Pedro! A mesma proporcionalidade entre a dor e o imenso amor pelo Senhor!

Se você fizer um rápido inventário da sua vida, perceberá facilmente que inúmeras vezes você também negou o Senhor com suas obras enquanto este O observava. Como a Pedro, de tal possibilidade Ele nos adverte: “No tocante a Deus, professam conhecê-lo; entretanto, o negam por suas obras.” (Tt 1:16); “Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.” (Pv 15:3).

Todas as nossas omissões éticas, omissões do evangelho, omissões de identidade por vergonha e todos os nossos maus testemunhos negam o Senhor, enquanto este nos observa. Felizmente temos um Senhor bondoso, compassivo, não rancoroso e restaurador.

Depois de ressuscitar, Jesus teve um impressionante (até inesperado) diálogo com Pedro: “Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros.” (Jo 21:15). Jesus vem demonstrar seu amor e confiança a fim de restaurar sua ovelha destruída pela culpa. Jesus pergunta 3 vezes (uma vez para cada negação) se Pedro o amava, e o incumbe da grandiosa tarefa de cuidar dos seus. Que retribuição à traição!

Podemos ter a certeza de que o Senhor está pronto para nos tratar da mesma maneira: perdoar todas as nossas negações e traições e nos usar com grande relevância, incumbindo-nos de grandiosas obras! Louvado seja nosso Senhor! Lembre-se: Seus olhos estão continuamente sobre nós!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos

Autor

Comentários

Imediatismo

Como os dias são corridos e acelerados. Essa é uma observação quase que comum em nossos dias. Mas será que as 24hs do dia estão passando mais rápido do que antigamente? Não é essa a questão, mas vivemos na “cultura do imediatismo”, expressão cunhada por Douglas...

|maio 26, 2024

Futilidade ou bênção?

Como estão seus planos e projetos? Quão necessário é reconhecer que é inútil preparar um projeto ou buscar mantê-lo a não ser que o Senhor abençoe esse nosso trabalho e esforço. Nos primeiros dois versos do Salmo 127, o salmista considera a futilidade do trabalho...

|maio 19, 2024

Processo de sucessão

Como todos devem saber, estamos no processo de definir o futuro Pastor Líder da Fonte, que assume esta posição em Julho de 2030. Temos documentado processo, perfil, decisões, cronologia e todo o material está no link igrejafonte.org.br/sucessao/ Depois de definido...

|maio 12, 2024

Útil para o ministério

No último parágrafo do último capítulo do último livro do apóstolo Paulo, Timóteo é exortado e aconselhado sobre 4 tipos de pessoas que são encontradas no serviço ao Senhor. O primeiro está em 2 Timóteo 4:9 e é representado por Demas. Ele fora um cooperador do...

|maio 5, 2024

Esperança na Profundeza

Os dois primeiros capítulos do livro do profeta Jonas mostram como a sua vida se afundou cada vez mais, na medida em que desejava fugir do Senhor. É certo que a tentativa de fuga de Deus é vã, pois até mesmo no mais profundo do abismo, Deus lá estará (Sl 139.8)....

|abr 28, 2024

O Libertador Prometido

Ao considerarmos o Pentateuco, frequentemente observa-se certo desânimo diante das diversas leis e genealogias, desviando alguns de ênfases teológicas cruciais presentes no texto. Entre elas, destaca-se a figura do Libertador, prenunciado como aquele que surgiria...

|abr 21, 2024

Perdão Medicinal

"Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês." Mt 6:14-15. Esta declaração do Senhor é tão...

|abr 14, 2024

A Bíblia fala sempre

Passam os séculos e a nossa fé continua a ser constantemente atacada. Isto não é novidade para aqueles que conhecem a Bíblia desde Gênesis. Seria comum atribuirmos estes ataques a pessoas avessas às nossas crenças; entretanto, o problema maior é quando Satanás usa...

|abr 7, 2024

“Terrível e Maravilhoso”

A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos conduzem a uma narrativa que aponta para um paradoxo, onde o terrível horror da traição, condenação e morte de Cristo se entrelaça com as maravilhosas manifestações do poder e da graça divina. Uma história marcada por...

|mar 31, 2024