“Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês.” Mt 6:14-15.

Esta declaração do Senhor é tão clara quanto perturbadora. Para alguém ser perdoado, é necessário perdoar. A parábola do credor incompassivo enfatiza esta declaração do Senhor. A parábola trata de alguém que teve uma altíssima dívida perdoada, mas se recusou a perdoar uma dívida muito menor que outro tinha consigo. Acabou sendo punido com todo rigor. A conclusão da parábola é ameaçadora: “Assim também o meu Pai, que está no céu, fará com vocês, se do íntimo não perdoarem cada um a seu irmão.” Mt 18:35.

O perdão, além de uma obrigação imposta a quem é perdoado por uma ordem direta do Senhor, é também medicinal. É capaz de beneficiar muito mais quem perdoa do que quem é perdoado: “Que não haja no meio de vocês qualquer amargura, indignação, ira, gritaria e blasfêmia, bem como qualquer maldade. Pelo contrário, sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, como também Deus, em Cristo, perdoou vocês.” Ef 4:31-32. Ou seja, se não perdoamos os outros como Deus, em Cristo, nos perdoou, o que brota em nós é: amargura, indignação, ira, gritaria, blasfêmia e maldades. O perdão traz cura para esses males, a falta dele nos contamina com eles.

O rancor é um veneno letal. É uma aberração incoerente e egoísta quando presente em alguém que, ao mesmo tempo, quer para si o desfrute dos efeitos perdoadores do sangue de Jesus e se recusa replicar o perdão recebido aos seus próprios ofensores. É fácil entender por que o Senhor combate tão enfaticamente esta prática contraditória e sórdida.

Que o Senhor nos capacite à prática do perdão tão exemplarmente concedido por Ele a cada um de nós, para que não sejamos envenenados pelos efeitos malignos do rancor que nos coloca em débito com o próprio Senhor.

Vlademir Hernandes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos

Autor

Comentários

Imediatismo

Como os dias são corridos e acelerados. Essa é uma observação quase que comum em nossos dias. Mas será que as 24hs do dia estão passando mais rápido do que antigamente? Não é essa a questão, mas vivemos na “cultura do imediatismo”, expressão cunhada por Douglas...

|maio 26, 2024

Futilidade ou bênção?

Como estão seus planos e projetos? Quão necessário é reconhecer que é inútil preparar um projeto ou buscar mantê-lo a não ser que o Senhor abençoe esse nosso trabalho e esforço. Nos primeiros dois versos do Salmo 127, o salmista considera a futilidade do trabalho...

|maio 19, 2024

Processo de sucessão

Como todos devem saber, estamos no processo de definir o futuro Pastor Líder da Fonte, que assume esta posição em Julho de 2030. Temos documentado processo, perfil, decisões, cronologia e todo o material está no link igrejafonte.org.br/sucessao/ Depois de definido...

|maio 12, 2024

Útil para o ministério

No último parágrafo do último capítulo do último livro do apóstolo Paulo, Timóteo é exortado e aconselhado sobre 4 tipos de pessoas que são encontradas no serviço ao Senhor. O primeiro está em 2 Timóteo 4:9 e é representado por Demas. Ele fora um cooperador do...

|maio 5, 2024

Esperança na Profundeza

Os dois primeiros capítulos do livro do profeta Jonas mostram como a sua vida se afundou cada vez mais, na medida em que desejava fugir do Senhor. É certo que a tentativa de fuga de Deus é vã, pois até mesmo no mais profundo do abismo, Deus lá estará (Sl 139.8)....

|abr 28, 2024

O Libertador Prometido

Ao considerarmos o Pentateuco, frequentemente observa-se certo desânimo diante das diversas leis e genealogias, desviando alguns de ênfases teológicas cruciais presentes no texto. Entre elas, destaca-se a figura do Libertador, prenunciado como aquele que surgiria...

|abr 21, 2024

A Bíblia fala sempre

Passam os séculos e a nossa fé continua a ser constantemente atacada. Isto não é novidade para aqueles que conhecem a Bíblia desde Gênesis. Seria comum atribuirmos estes ataques a pessoas avessas às nossas crenças; entretanto, o problema maior é quando Satanás usa...

|abr 7, 2024

“Terrível e Maravilhoso”

A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos conduzem a uma narrativa que aponta para um paradoxo, onde o terrível horror da traição, condenação e morte de Cristo se entrelaça com as maravilhosas manifestações do poder e da graça divina. Uma história marcada por...

|mar 31, 2024

Decisões sabias

Creio ser esse um dos grandes desafios para grande maioria dos cristãos, aos quais me incluo. Como tomar decisões sabias, mas que agradem ao Senhor. Esse complemento pode ser o grande desafio, agradar ao Senhor com as nossas decisões. A palavra de Deus as...

|mar 24, 2024