Quem definha faminto diante do melhor dos banquetes?

fev 16, 2014Pastores, Vlademir Hernandes0 Comentários

O tema da nossa igreja para este ano é: “Desfrutando do Senhor e Inspirando Outros”. Ele tem duas ênfases: vivência e influência. Na ênfase da vivência, espera-se que muitos de nós cresçamos no desfrutar do nosso Deus. Uma das marcas deste desfrute é experimentar momentos de comunhão com o Pai Celestial intensamente prazerosos, pois Ele é uma fonte inesgotável de satisfação dos anseios mais profundos da nossa alma. O Salmo 84 descreve bem tal Apocalipsepossibilidade: “A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne exultam pelo Deus vivo! O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, SENHOR dos Exércitos, Rei meu e Deus meu. Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente”.

Eu me referi a esta experiência como uma possibilidade, pois bem sabemos que ela não é uma realidade para muitos cristãos. Lamentavelmente, na vivência cristã de muitos, a frustração, o desânimo, a tristeza têm aniquilado qualquer possibilidade de desfrutar do Senhor. Se as investidas para se ter comunhão com o Senhor forem mecânicas, frias e aparentemente desnecessárias, o desfrute está invariavelmente comprometido. Tal realidade pode e precisa ser urgentemente mudada.

A experiência narrada pelo salmista no Salmo 63, pode ser realidade na vida de qualquer filho de Deus: “Ó DEUS , tu és o meu DEUS forte; eu te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de ti; meu corpo te almeja, como terra árida, exausta, sem água. Assim, eu te contemplo no santuário, para ver a tua força e a tua glória. Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam. Assim, cumpre-me bendizer-te enquanto eu viver; em teu nome, levanto as mãos. Como de banha e de gordura farta-se a minha alma; e, com júbilo nos lábios, a minha boca te louva, no meu leito, quando de ti me recordo e em ti medito, durante a vigília da noite. Porque tu me tens sido auxílio; à sombra das tuas asas, eu canto jubiloso. A minha alma apega-se a ti; a tua destra me ampara”.

Para que esta possibilidade se transforme em realidade, é imperativo estar convicto de que a comunhão com o Senhor é essencial, e de que quem é displicente na manutenção da mesma não sai ileso. A falta de comunhão com o Senhor é seguramente um dos maiores flagelos na vivência cristã de alguém, cuja alma definha faminta diante do melhor dos banquetes.

Já na ênfase da influência, espera-se que um santo contágio multiplique desfrutadores do Senhor entre nós. Para isso acontecer, é necessário que aqueles que desfrutam do Pai, testemunhem sobre as experiências prazerosas que a comunhão com o Pai tem proporcionado, e incentivem outros, mediante a instrução bíblica, para que também desfrutem de momentos preciosos na presença do Senhor. Precisamos nos empenhar para praticar a orientação bíblica: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” Cl 3:16.

É natural que nossos encontros informais sejam marcados por conversas triviais. Empenhemo-nos para rechear tais oportunidades também com conversas edificantes que nos estimulem mutuamente a desfrutar cada vez mais do Senhor. Ele está à porta da nossa casa batendo e querendo entrar. Todo aquele que ouvir a Sua voz e abrir a sua porta, deixará o Senhor entrar para, juntos, desfrutarem de uma preciosa refeição. (Ap 3:20).

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos

Autor

Comentários

Imediatismo

Como os dias são corridos e acelerados. Essa é uma observação quase que comum em nossos dias. Mas será que as 24hs do dia estão passando mais rápido do que antigamente? Não é essa a questão, mas vivemos na “cultura do imediatismo”, expressão cunhada por Douglas...

|maio 26, 2024

Futilidade ou bênção?

Como estão seus planos e projetos? Quão necessário é reconhecer que é inútil preparar um projeto ou buscar mantê-lo a não ser que o Senhor abençoe esse nosso trabalho e esforço. Nos primeiros dois versos do Salmo 127, o salmista considera a futilidade do trabalho...

|maio 19, 2024

Processo de sucessão

Como todos devem saber, estamos no processo de definir o futuro Pastor Líder da Fonte, que assume esta posição em Julho de 2030. Temos documentado processo, perfil, decisões, cronologia e todo o material está no link igrejafonte.org.br/sucessao/ Depois de definido...

|maio 12, 2024

Útil para o ministério

No último parágrafo do último capítulo do último livro do apóstolo Paulo, Timóteo é exortado e aconselhado sobre 4 tipos de pessoas que são encontradas no serviço ao Senhor. O primeiro está em 2 Timóteo 4:9 e é representado por Demas. Ele fora um cooperador do...

|maio 5, 2024

Esperança na Profundeza

Os dois primeiros capítulos do livro do profeta Jonas mostram como a sua vida se afundou cada vez mais, na medida em que desejava fugir do Senhor. É certo que a tentativa de fuga de Deus é vã, pois até mesmo no mais profundo do abismo, Deus lá estará (Sl 139.8)....

|abr 28, 2024

O Libertador Prometido

Ao considerarmos o Pentateuco, frequentemente observa-se certo desânimo diante das diversas leis e genealogias, desviando alguns de ênfases teológicas cruciais presentes no texto. Entre elas, destaca-se a figura do Libertador, prenunciado como aquele que surgiria...

|abr 21, 2024

Perdão Medicinal

"Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês." Mt 6:14-15. Esta declaração do Senhor é tão...

|abr 14, 2024

A Bíblia fala sempre

Passam os séculos e a nossa fé continua a ser constantemente atacada. Isto não é novidade para aqueles que conhecem a Bíblia desde Gênesis. Seria comum atribuirmos estes ataques a pessoas avessas às nossas crenças; entretanto, o problema maior é quando Satanás usa...

|abr 7, 2024

“Terrível e Maravilhoso”

A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos conduzem a uma narrativa que aponta para um paradoxo, onde o terrível horror da traição, condenação e morte de Cristo se entrelaça com as maravilhosas manifestações do poder e da graça divina. Uma história marcada por...

|mar 31, 2024