Uma reflexão para o dia da independência

set 7, 2014Pastores, Vlademir Hernandes0 Comentários

A história nos conta que em 7 de Setembro de 1822, a condição de colônia foi extinta, e um Brasil livre nasceu. Hoje se comemora a “independência” do Brasil. Segundo o hino dedicado à mesma, os “filhos da pátria” deveriam se contentar com a liberdade da “mãe gentil”:

Já podeis, da Pátria filhos, Ver contente a mãe gentil; Já raiou a liberdade No horizonte do Brasil.”

Nestes 192 anos de “liberdade”, mudaram os domi- nadores, mas o domínio prevaleceu. Desde os dias do “libertador imperador” (?) D. Pedro I, a sofrida maioria do povo brasileiro tem colecionado aflições impostas por uma classe política domi- nante, exploradora, corrupta e incompetente (salvo honrosas e escassas exceções). Recentemente observamos indignados e impotentes toda podridão denunciada e julgada pelo STF, cientes de que se tratou apenas de uma minúscula pontinha de um gigante iceberg putrefato. Seguramente “Liberdade” não é uma boa descrição para o tipo de vida dos milhões de brasileiros escravizados pela pobreza e pela precariedade da educação e da saúde. Nem para os outros milhões aprisionados em seus próprios lares devido ao caótico estado da segurança pública. Se “já raiou a liberdade no horizonte do Brasil”, o tal afastamento do “temor servil” exaltado pelo hino, na vida cotidi- ana, não passa de poesia utópica:

“Brava gente brasileira! Longe vá… temor servil: Ou ficar a pátria livre Ou morrer pelo Brasil.”
A “brava gente brasileira”, outrora convocada a morrer pela pátria, tem de fato até morrido mas não pelo Brasil, mas por causa do que o país se tornou.

Estamos em ano de eleição. Sonhamos com mudanças e avanços, mesmo que graduais. Quere- mos um país melhor para todos. Como cristãos, precisamos aprender a avaliar todas as coisas pela

ótica da revelação bíblica. E ao fazermos, precisa- mos agir. A omissão não é uma opção. As coisas no país poderão melhorar ou piorar. Entretanto, estamos a serviço de um Senhor que nos convoca e capacita a amar o próximo em todas as circun- stâncias.

Tomara que as mazelas da população carente sejam atenuadas por futuros governos. Mas enquanto não o são, o que cabe à cada um de nós como igreja de Cristo?

Recentemente fomos mobilizados pela “Semana da Solidariedade”. Pudemos levar ajuda, amor e o mais importante: o Evangelho a vários grupos carentes próximos daqui. Tais grupos permanecem carentes! É razoável esperar um ano até a próxima “Semana da Solidariedade” para fazer alguma coisa?

Estamos em uma investida missionária que tem como alvo beneficiar o povo mais sofrido e menos evangelizado de alguma região do sertão brasileiro. Como você irá pessoalmente se comprometer com isso?

Não podemos mudar o Brasil todo, mas podemos fazer alguma diferença naquilo que está ao nosso alcance. Temos o amor de Cristo para demonstrar e a salvação em Cristo para anunciar. Comprometa- se com suas orações, com sua pregação, com suas mãos e com seu bolso!

Oportunidades não faltam…Seja luz neste país! “para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração perver- tida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo” Fp 2:15.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos

Autor

Comentários

Imediatismo

Como os dias são corridos e acelerados. Essa é uma observação quase que comum em nossos dias. Mas será que as 24hs do dia estão passando mais rápido do que antigamente? Não é essa a questão, mas vivemos na “cultura do imediatismo”, expressão cunhada por Douglas...

|maio 26, 2024

Futilidade ou bênção?

Como estão seus planos e projetos? Quão necessário é reconhecer que é inútil preparar um projeto ou buscar mantê-lo a não ser que o Senhor abençoe esse nosso trabalho e esforço. Nos primeiros dois versos do Salmo 127, o salmista considera a futilidade do trabalho...

|maio 19, 2024

Processo de sucessão

Como todos devem saber, estamos no processo de definir o futuro Pastor Líder da Fonte, que assume esta posição em Julho de 2030. Temos documentado processo, perfil, decisões, cronologia e todo o material está no link igrejafonte.org.br/sucessao/ Depois de definido...

|maio 12, 2024

Útil para o ministério

No último parágrafo do último capítulo do último livro do apóstolo Paulo, Timóteo é exortado e aconselhado sobre 4 tipos de pessoas que são encontradas no serviço ao Senhor. O primeiro está em 2 Timóteo 4:9 e é representado por Demas. Ele fora um cooperador do...

|maio 5, 2024

Esperança na Profundeza

Os dois primeiros capítulos do livro do profeta Jonas mostram como a sua vida se afundou cada vez mais, na medida em que desejava fugir do Senhor. É certo que a tentativa de fuga de Deus é vã, pois até mesmo no mais profundo do abismo, Deus lá estará (Sl 139.8)....

|abr 28, 2024

O Libertador Prometido

Ao considerarmos o Pentateuco, frequentemente observa-se certo desânimo diante das diversas leis e genealogias, desviando alguns de ênfases teológicas cruciais presentes no texto. Entre elas, destaca-se a figura do Libertador, prenunciado como aquele que surgiria...

|abr 21, 2024

Perdão Medicinal

"Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês." Mt 6:14-15. Esta declaração do Senhor é tão...

|abr 14, 2024

A Bíblia fala sempre

Passam os séculos e a nossa fé continua a ser constantemente atacada. Isto não é novidade para aqueles que conhecem a Bíblia desde Gênesis. Seria comum atribuirmos estes ataques a pessoas avessas às nossas crenças; entretanto, o problema maior é quando Satanás usa...

|abr 7, 2024

“Terrível e Maravilhoso”

A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos conduzem a uma narrativa que aponta para um paradoxo, onde o terrível horror da traição, condenação e morte de Cristo se entrelaça com as maravilhosas manifestações do poder e da graça divina. Uma história marcada por...

|mar 31, 2024